Digite o que você está procurando

Translate

terça-feira, 1 de novembro de 2016

DOE BRINQUEDOS! FAÇA UMA CRIANÇA FELIZ!



Começa hoje o Projeto:"DOE BRINQUEDOS! FAÇA UMA CRIANÇA FELIZ".

Será estendido por todo mês visando contribuição em doações de brinquedos novos e/ou usados para nosso Natal Solidário.

Esta e uma iniciativa da Avladuc/Bom Voo e Amigos.

Acompanhe-nos e Participem

domingo, 4 de setembro de 2016

2º Festival de Parapente de Itaguaí


Esta chegando a hora.....e muita coisa boa chegando para o nosso festival, grandes feras do parapente compartilhando conhecimento, não fique fora dessa.
Muitas novidades e sorteio de brindes. Inscreva-se:

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Pré-Mundial de Voo Livre reúne pilotos de 23 países até sábado em Brasília | Agência Brasil



Brasília - A Esplanada dos Ministérios recebe o Campeonato Pré-Mundial de Voo Livre. O evento funciona como um teste para o Mundial, que ocorrerá na cidade em 2017 (José Cruz/Agência Brasil)
Sede do próximo Campeonato Mundial de Voo Livre, na modalidade asa delta, marcado para agosto do ano que vem, Brasília já se prepara para o evento, recebendo nesta semana pilotos de 23 países. São cerca de 100 pilotos, que participam da etapa final do Campeonato Pré-Mundial de Voo Livre, na Esplanada dos Ministérios.
O evento começou quarta-feira (31) e vai até sábado (3). Em todos os dias de competição, os pilotos voarão de Formosa, em Goiás, até o cento da capital federal. A distância entre as duas cidades é de cerca de 80 quilômetros.


Brasília foi escolhida sede da disputa por ser considerada um dos locais ideiais para a prática dessa modalidade esportiva. Segundo o organizador do evento, Beto Schmitz, membro do Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Voo Livre (CBVL), Brasília é considerada a “Havaí do Voo Livre”. No Havaí, surfistas de todo o mundo procuram por grandes ondas e querem estar lá. Isso ocorre com os pilotos de voo livre, que procuram Brasília por seu clima seco, que ajuda na hora da decolagem, explicou Schmitz. Na cidade, o piloto pode chegar a até 12 metros de altura, por segundo, disse ele.
Segundo o site do Pré-Mundial de Voo Livre, a cidade tem ventos predominantes do quadrante leste e clima muito seco nesta época do ano, o que proporciona "voos fantásticos" de até cinco horas de duração. As correntes térmicas são aproveitadas pelos pilotos para ganhar altura e realizar voos de até 170 quilômetros de distância, utilizando somente as forças da natureza.
De acordo com o piloto norueguês Olav Opsenger, primeiro colocado no ranking da quinta etapa do campeonato, o clima de Brasília ajuda muito os praticantes do esporte. O austríaco Christian Tiefenbacher concorda com Opsenger. Ambos voltarão à capital federal no ano que vem para o Mundial.